Viagem a Portugal – Paragem Alentejo | 11 e 12 Março – Odemira

um teatro feito a partir de uma pesquisa poética e documental neste território

3

11 e 12 Março | 19h00
Ponto de encontro: Pensão Rita – Odemira
bilhetes à venda aqui 
O espectáculo terá percursos a pé e autocarro. Recomendamos calçado confortável e roupa quente. Chegar a um local e olhar.

Alentejo – tantos alentejos – região densa e enorme.
Habitar este local.
Olhar com olhos de quem pergunta.

Nesta sua paragem a sul  do projecto Viagem a Portugal  (nome que pediu viagem a José Saramago), os viajantes do Teatro do Vestido de busca, como quem escava, num território entre Santiago do Cacém e Odemira.

Pessoas, nomes, histórias e objectos desfilam diante destes viajantes, que tornam tudo isso parte de um percurso que procura contar algumas das histórias de vida, das memórias e da geografia destes lugares. Como quem escava, e nesse escavar vai descobrindo mais e mais camadas, sem nunca chegar a bater no fundo, a chegar à rocha debaixo disto tudo.

Quantas camadas precisamos de escavar/ de quantas vezes nos sentirmos parte de um território?

O viajante de que José Saramago fala na sua Viagem a Portugal interroga-se sobre a sua razão para viajar. Todos os viajantes o fazem, e, no entanto, a própria viagem os ofusca sempre. No corpo a corpo dos quilómetros percorridos, a viagem ganha.

Nesta viagem a Portugal do Teatro do Vestido, a viagem torna-se presença, inscrita na paisagem espectáculo em pesquisa e, fruto no terreno, e no percurso de criação de lugares humanos, que nos permite relação num saber e conhecer histórias poder recontá-las sob forma de teatro.

 “O que mais há na terra é paisagem.

Por muito que do resto lhe falte, a paisagem sempre sobrou (…).”

José Saramago,  Levantado do

Direcção, Texto, e Coordenação da Investigação Joana Craveiro
Co-criação e Interpretação Estêvão Antunes, Francisco Madureira, Henrique Antunes, Joana Craveiro, Mafalda Pereira, Tânia Guerreiro, Tozé Cunha
Participação Especial Jorge Vilhena
Figurinos Tânia Guerreiro
Música e Espaços Sonoros Francisco Madureira
Espaço Cénico Carla Martinez
Iluminação Leocádia Silva
Assistência Técnica João Pedro Leitão, Rodrigo Lourenço (FX Roadlights) Luís Costa, Licínio Silva (CM Odemira)
Assistência Henrique Antunes
Direcção de Produção Alaíde Costa
Assistência de Produção e Contra-regra André Mexia, Beatriz Jacinto, Inês Belo
Motorista Autocarro Ricardo Cabral
Apoios CACO – Associação de Artesãos do Concelho de Odemira, Casa do Povo de Relíquias, Centro de Valorização da Viola Campaniça e do Cante de Improviso, Cultivamos Cultura, Paróquia de Vale de SantiagoBeatriz Jacinto participa neste espectáculo no contexto de estágio curricular, no âmbito de protocolo entre o Teatro do Vestido e a ESAD. CR.
Co-produção Lavrar o Mar e Teatro do Vestido

Beatriz Jacinto participa neste espectáculo no contexto de estágio curricular, no âmbito de protocolo entre o Teatro do Vestido e a ESAD. CR.

Foto: Joana Craveiro


O Teatro do Vestido é uma estrutura financiada pela República Portuguesa – Cultura | Direcção-Geral das Artes 

This entry was posted in TdV. Bookmark the permalink.

Comments are closed.