De dentro para fora e de pernas para o ar (e para o chão)

ilustracao_joana_craveiro
©Joana Craveiro

De dentro para fora e de pernas para o ar (e para o chão)

até 14 de Dezembro | 10h30 e 15h

Teatro Viriato

Dentro do Teatro (lugar mágico e cheio de Recantos), há Coisas que os olhos Comuns não vêem, mas que estão lá, vivem lá, andam por lá. Que histórias e Coisas (e, muito importante, Pessoas), se escondem lá dentro das paredes, atrás das portas e fora da hora dos espectáculos? Quisemos saber e, então, fomos à procura, porque não há outra forma de Saber Coisas.
Esta é uma visita de dentro do Teatro para fora dele, com Pessoas, Coisas, Histórias e Lugares dentro.
Direccionada para o público mais jovem e famílias, esta visita irá mostrar lugares que estão normalmente longe dos olhos do público, bem como recuperar factos perdidos e agentes activos da história do teatro que o marcaram desde o início.

 

Texto e direcção: Joana Craveiro
Interpretação: Sónia Barbosa
Colaboração criativa: Rosinda Costa e Tânia Guerreiro
Produção: Cláudia Teixeira

Duração: 45 mins
M/5

Para mais informações, por favor consulte o site do Teatro Viriato

O Teatro do Vestido é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal / Ministério da Cultura/ Direcção-Geral das Artes

 

governo-de-portugal-2dgartes_logo

Posted in TdV | Comments Off

Um Mini-Museu Vivo de Memórias do Portugal Recente

foto newsletter©TdV

Um Mini-Museu Vivo de Memórias do Portugal Recente

 

16 e 17 Mar (11h) | 18 e 19 Mar (19h) | 20 Mar (11h e 15h)

Centro Cultural de Belém

Partindo dos materiais que são a base da construção de Um Museu Vivo de Memórias Pequenas e Esquecidas, que aborda, a partir das memórias das pessoas, a ditadura de 1926-1974, a revolução de 25 de Abril de 1974 e o processo revolucionário de 1974-76, o Teatro do Vestido constrói agora este Mini-Museu contado aos jovens. Nele, são revisitados muitos temas da história recente de Portugal que nem sempre se encontram nos livros do Ensino Secundário; ou que, mesmo sendo aí abordados, não o são do ponto de vista das memórias pessoais, dos pequenos objectos. Estamos rodeados de versões gloriosas sobre a história, contadas pelos grandes protagonistas militares e políticos. Este mini-museu vivo, pelo contrário, contará histórias dos anónimos que fizeram, também eles, essa história, mesmo que na história não tenha ficado o seu registo. 42 anos depois do 25 de Abril, já são os filhos de Abril que transmitem as memórias que ouviram contar, a outros para quem este passado é já um país distante. E, no entanto, como mostra este espectáculo, este passado faz muito daquilo que é o nosso presente. Não o conhecer, não saber como chegámos até aqui, é como faltar-nos um mapa para o futuro.

Este espectáculo tem sempre uma conversa no final, na qual todos são convidados a participar.

Texto, direcção e interpretação: Joana Craveiro
Colaboração criativa: Rosinda Costa e Tânia Guerreiro
Desenho de luz: João Cachulo
Produção: Cláudia Teixeira
Apoio: Largo Residências

Duração: 60 mins
M/12

Para mais informações, por favor consulte o site do Centro Cultural de Belém

O Teatro do Vestido é uma estrutura financiada pelo Governo de Portugal / Ministério da Cultura/ Direcção-Geral das Artes

 

governo-de-portugal-2dgartes_logo

Posted in TdV | Leave a comment