Tua

Estreia Galeria Zé dos Bois, Lisboa | Junho de 2001
Reposição na Casa conveniente, Lisboa | Outubro de 2001
Desenvolvido em colaboração, com direcção de Joana Craveiro e interpretado por Susana Gonçalves e Joana Craveiro.

Tua – peça sem história, feita de estórias várias, cartas que se vão dizendo, cartas que nunca são entregues, destinatários que não existem, solidões e desencontros e teatros quotidianos que partilhamos todos de maneiras tão diversas. Duas mulheres lado a lado nas ausências e nas faltas, mas que nunca se encontram. Que partem quando tudo já foi dito e feito para que o encontro acontecesse. Malas vazias e mapas e bússolas que lhes faltam. Coisas que lhes doem. Tantas.

Tua relata a história de duas mulheres, uma que escreve cartas, e que confere o nome à peça, Tua, que corresponde à assinatura no final de cada uma das cartas que escreve; e uma outra, cuja profissão é precisamente distribuir essas cartas, a Carteira. Na verdade, Tua não relata precisamente a história destas duas mulheres, antes nos dá fragmentos dela, sob a forma das cartas que Tua escreve, e dos relatos diários do vazio existencial da Carteira. Se alguma história há nesta peça, é a do desencontro entre as duas, que culmina com uma cena final em que uma marca um encontro ao qual a outra não comparece. A justificação é-lhes clara: “há sítios que não vêm em nenhum mapa”. E por isso perdem-se no caminho, mas não na viagem, para a qual partem, cada uma por si. Esta peça está de acordo com a proposta temática que pretendemos abordar na escrita para o Teatro do Vestido, a saber, a da inquietação existencial, e do desajuste quotidiano em relação ao que desejamos, e o que nos é dado. E da solidão que representam todas essas caminhadas, que só muito de vez em quando nos parecem, de facto, levar a algum lado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>