Histórico

O Teatro do Vestido é um colectivo teatral fundado em 2001, que realizou até momento 34 criações, bem como diversas outras iniciativas de partilha dos seus métodos de trabalho, leituras encenadas, e desenvolveu um programa pedagógico regular entre 2006 e 2010. O trabalho da companhia pauta-se pela pesquisa e experimentação, bem como pelo desenvolvimento de uma dramaturgia original, com base em diversos pontos de partida. Caracteriza-se ainda por uma forte relação com espaços de apresentação variados, tanto em contextos urbanos quanto rurais, bem como com o desenvolvimento de iniciativas que visam a criação de uma comunidade de espectadores atentos e implicados na reflexão acerca da realidade. A companhia trabalha em colaboração, com direcção artística de Joana Craveiro. Em 2012 o Teatro do Vestido recebeu uma menção honrosa atribuída pela APCT – Associação Portuguesa de Críticos de Teatro por “uma actividade aberta a todas as formas de arte, atenta a todos os cidadãos e curiosa de tudo o que se passa no mundo em que as pessoas vivem.”

Projectos de Criação Realizados:

2014

Até comprava o teu amor (mas não sei em que moeda se faz esta transacção), co- produção com o Teatro Nacional São João, apresentado no Palacete Pinto Leite, Porto. Texto e direcção de Joana Craveiro. Interpretação de Daniel Pinto, João Paulo Serafim, Miguel Bonneville, Rosinda Costa, Simon Frankel, Tânia Guerreiro, Victor Hugo Pontes. (Março/Abril 2014)

Retornos, Exílios e Alguns que Ficaram, co-produção com o Teatro Viriato, apresentado no Solar do Vinho do Dão, Viseu. Texto e direcção de Joana Craveiro. Interpretação de André Amálio, Isabelle Coelho, Joana Craveiro e Rosinda Costa. (Janeiro 2014)

2013

Labor #1, apresentado no Teatro Maria Matos, Lisboa e no Citemor, Montemor-o-Velho. Texto, criação, interpretação e direcção: Joana Craveiro. (Julho 2013)

Esta é a Minha Cidade e Eu Quero Viver Nela #6 – Edição Viseu; Projecto de intervenção e colaboração, criado em Viseu em coprodução com o Teatro Viriato. Com direcção de Joana Craveiro. Interpretação de Daniel Pinto, Isabelle Coelho, Gustavo Vicente, Maria Gil, Sónia Barbosa e Raimundo Cosme. (Maio 2013)

Monstro – Apocalipse, Criado e apresentado na Escola de Teatro de São Paulo, Brasil. Desenvolvido em colaboração com direcção de Maurício Paroni de Castro e interpretação de Gonçalo Alegria, Joana Craveiro, Tânia Guerreiro.

Paredes de Vidro, co-produção com o CCB/Fábrica das Artes e Centro Cultural de Vila Flor – Serviço Educativo, apresentado no CCB, Lisboa e CCVF, Guimarães. Direcção de Joana Craveiro. Interpretação de Inês Rosado, Gustavo Vicente e Isabel Gaivão. (Março/Abril 2013) 

2012

Monstro – Hecatombe, apresentado na ZDB, Lisboa, na Escola de Teatro de São Paulo e no Festival Internacional de Teatro de Curitiba, Brasil. Desenvolvido em colaboração, com direcção de Maurício Paroni de Castro e interpretação de Gonçalo Alegria, Joana Craveiro, Tânia Guerreiro

Monstro – Calamidade, apresentado no espaço TdV e Espaço Alkantara, em Lisboa, Festival Citemor, em Montemor-o-Velho, Teatro Pradillo, em Madrid, na Escola de Teatro de São Paulo e no Festival Internacional de Teatro de Curitiba, Brasil. Desenvolvido em colaboração, com direcção de Joana Craveiro e interpretação de Gonçalo Alegria, Joana Craveiro e Tânia Guerreiro (Junho, Agosto, Outubro e Novembro de 2012, e Março e Abril de 2013)

Sobre os Escombros - Projecto de Intervenção, desenvolvido, em colaboração, numa primeira fase no Festival Escrita na Paisagem, com direcção de Gonçalo Alegria e interpretação de Ainhoa Vidal, Joana Craveiro, Inês Rosado (Julho de 2012)

Manifesto-me #2 Money Fast to Me, projecto de intervenção e colaboração, Rosinda Costa e Tomé Quirino, Palácio Burnay, Lisboa (Junho de 2012)

Esta é a minha cidade e eu quero viver nela #5- Edição Porto – Projecto de intervenção e colaboração, em coprodução com o Teatro Nacional S. João, com Ainhoa Vidal, Gonçalo Alegria, Joana Craveiro, Rosinda Costa, Sofia Dinger, Tânia Guerreiro e Victor Hugo Pontes, Freguesia da Vitória, Porto (Março de 2012, Setembro de 2012 – reposição)

2011

Manifesto-me #1 Rua da Esperança, projecto de intervenção e colaboração, Tânia Guerreiro e Maria Gil, Lavadouro de Carnide, Lisboa (Dezembro de 2011)

Esta é a minha cidade e eu quero viver nela #4, projecto de intervenção e colaboração, Gonçalo Alegria e João Ferro Martins, Travessa do Corpo nº29, Lisboa (Dezembro 2011)

[agora já tinham passado dez anos e] nem sombra deles em lado algum - desenvolvido em Colaboração, com direcção de Joana Craveiro e interpretação de Gonçalo Alegria, Joana Craveiro, Pedro Caeiro, Rosinda Costa, Simon Frankel, Tânia Guerreiro. (Outubro de 2011)

Tropeçar – Projecto desenvolvido em Colaboração, com direcção de Joana Craveiro e interpretação de Inês Rosado, Lara Portela, Raimundo Cosme e Rosinda Costa. (Junho de 2011)

Chegadas – peça de teatro documental sobre actos de chegar e algumas das implicações desse verbo – Projecto desenvolvido em colaboração com direcção de Joana Craveiro e interpretação de Inês Rosado, Joana Craveiro e Rosinda Costa (Fevereiro de 2011)

2010

Pássaro, co-produção com a companhia de Teatro de Sintra, com Nuno Correia Pinto, Rosinda Costa, Gonçalo Alegria. Encenação de Joana Craveiro. Estreia e carreira na Casa de Teatro de Sintra (Novembro/Dezembro 2010).

Porque na Noite Terrena Sou Mais Fiel que um Cão, 11ª criação do Teatro do Vestido, com Inês Rosado, Rosinda Costa, Tânia Guerreiro. Encenação de Joana Craveiro. Apresentação no Festival TranS_SintrA, Lisboa (Julho, 2010).

Esta é a Minha Cidade e Eu Quero Viver Nela #3, projecto de intervenção e colaboração, Joana Craveiro e Miguel Bonneville, Internacional Design Hotel, Lisboa (Abril/Maio 2010).

Fora de Casa Por Agora, 13ª criação do Teatro do Vestido, com Pedro Caeiro e Joana Craveiro. Encenação de Gonçalo Alegria. Instituto Franco-Português, Lisboa (Fevereiro/Março 2010).

2009

Esta é a Minha Cidade e Eu Quero Viver Nela #2, projecto de intervenção e colaboração, Tânia Guerreiro e Catarina Vasconcelos, nº49 da Galeria Zé dos Bois, Lisboa (Dezembro 2009).

Nómadas, 12ª criação do Teatro do Vestido, com Gonçalo Alegria, Milton Lopes e Pedro Caeiro. Encenação de Joana Craveiro. Negócio ZDB, Lisboa (Dezembro 2009).

Esta é a Minha Cidade e Eu Quero Viver Nela #1, projecto de intervenção e colaboração, Rosinda Costa e Simão Costa, Largo de Santo Antoninho, Lisboa (Outubro 2009).

Porque na Noite Terrena Sou Mais Fiel que um Cão, 11ª criação do Teatro do Vestido, com Inês Rosado, Rosinda Costa, Tânia Guerreiro. Encenação de Joana Craveiro. Teatro da Comuna, Lisboa (Junho, 2009).

2008

Ilhas, dramaturgia colectiva. Direcção de Joana Craveiro – Co-Produção Festival Escrita na Paisagem e ZDB/ Negócio. Apresentações em Arraiolos, Lisboa – ZBD/ Negócio e Bomba Suicida. Projecto financiado pelo Ministério da Cultura – Instituto das Artes.

Carta-Oceano, a partir de Blaise Cendrars. Direcção de Joana Craveiro, no Instituto Franco-Português no âmbito da Festa da Francofonia.

2007

Carta-Oceano, a partir de Blaise Cendrars. Direcção de Joana Craveiro – Co-Produção Festival Escrita na Paisagem e Instituto Franco-Português. Apresentações em Évora, Lisboa – Hospital Júlio de Matos, Instituto Franco-Português (Março 2008). Projecto financiado pelo Ministério da Cultura – Instituto das Artes.

2006

Nunca Serei Bom Rapaz, a partir das Cartas de Prisão de George Jackson. Direcção de Joana Craveiro – Lugar-Comum, Fábrica da Pólvora, Barcarena; Hospital Júlio de Matos, Lisboa.

Walden, de Joana Craveiro, a partir de Henry David Thoreau. Direcção de Joana Craveiro – Lugar-Comum, Fábrica da Pólvora, Barcarena; Hospital Júlio de Matos, Lisboa; Festival Sonda, Caldas da Rainha; Festival Escrita na Paisagem, Colos, Odemira.

Exaustos, texto e direcção de Joana Craveiro – reposição Hospital Júlio de Matos

2005

Lugar-Nenhum, texto e direcção de Joana Craveiro – Tucarena, PUC – São Paulo, Brasil.

3 Elvira 3, texto e direcção de Joana Craveiro – Tucarena, PUC – São Paulo, Brasil.

Exaustos, texto e direcção de Joana Craveiro – 3º Andar no Chiado, Lisboa.

2003/2004

Cinzento/Grey, texto e direcção de Joana Craveiro – Lugar-Comum, Fábrica da Pólvora, Barcarena; CENTA, Vila Velha de Ródão; Tron Theatre, Glasgow. Projecto apoiado pelo Ministério da Cultura

2002

Lugar Nenhum, texto e direcção de Joana Craveiro, CAPa, Faro; CENTA, Vila Velha de Ródão.

Skyscapes – todas as direcções, de Joana Craveiro e Susana Gonçalves. Direcção de Joana Craveiro – Lugar-Comum, Fábrica da Pólvora, Barcarena.

2001

Tua, de Joana Craveiro e Susana Gonçalves – ZDB e Casa Conveniente, Lisboa.

 

Outras actividades

Projecto Pedagógico Zonas:

2010
Projecto Zonas – Projecto Pedagógico (Zona #2, Zona #3 – Sociedade Guilherme Cossoul, Lisboa e Zona Avançada – Teatro Turim, Lisboa)

2009
Projecto Zonas – Projecto Pedagógico (Zona #2, Zona #3 – Junta de Freguesia de Santos), (Zona #1 – Sociedade Guilherme Cossoul, Campolide)

2008
Projecto Zonas – Projecto pedagógico (Zona #1, Zona #2, Zona #3 – Karnart, Espaço Ginjal e Fábrica do Braço de Prata)

2007
Projecto Zonas – Projecto pedagógico (Zona #1, Zona #2, Zona #3 – Hospital Júlio de Matos, Lisboa)

2006
Projecto Zonas – Projecto pedagógico (Zona #1, Zona #2, Zona #3 – Hospital Júlio de Matos, Lisboa)

2005
Construção de Um Mundo Novo, workshop de partilha de métodos de trabalho – Tucarena, PUC, São Paulo, Brasil

 

Palestras/Leituras Complementares às Criações:

2010

Construção de Um Andar Modelo, ciclo de palestras e leituras em torno da 13ª criação do Teatro do Vestido, Fora de Casa Por Agora. Com Gonçalo Alegria, Joana Craveiro, Pedro Caeiro e a participação em vídeo de Maria Isabel Alegria. Fnac do Chiado, Lisboa (Fevereiro 2010).

Com as Cidades nos Olhos, ciclo de palestras e leituras referente ao projecto de intervenção e colaboração Esta é a minha cidade e eu quero viver nela #3 com Joana Craveiro, Miguel Bonneville e os convidados Luís Madeira, psicólogo e Maria Gil, criadora. Fnac do Chiado, Lisboa (Abril, 2010).

Pássaro, ciclo de palestras e leituras referente ao projecto de co-produção com a Companhia de Teatro de Sintra com Joana Craveiro, Rosinda Costa, Gonçalo Alegria, Rosinda Costa e os convidados, o ornitólogo Luís Costa, a professora Christine Zurbach, do Departamento de Artes Cénicas da Universidade de Évora, e João de Mello Alvim, director artístico da Compª de Teatro de Sintra/ Chão de Oliva, (Novembro 2010).

2009

Um Mapa para Dentro Delas, ciclo de palestras e leituras em torno da 11ª criação do Teatro do Vestido, Porque na noite terrena sou mais fiel que um cão. Com Inês Rosado, Joana Craveiro, Rosinda Costa, Tânia Guerreiro e as convidadas, a cronista Marta Lança e a artista plástica Bárbara Assis Pacheco. Fnac do Chiado, Lisboa (Maio, 2009).

Com as Cidades nos Olhos, ciclo de palestras e leituras referente ao projecto de intervenção e colaboração Esta é a minha cidade e eu quero viver nela #1. Rosinda Costa, Simão Costa e os convidados, os urbanistas Dr.ª Teresa Craveiro e Prof. Dr. Costa Lobo. Fnac do Chiado, Lisboa (Setembro, 2009).

Ainda Sem Casa, ciclo de palestras e leituras em torno da 12ª criação do Teatro do Vestido, Nómadas. Convidadas: Profª Doutora Isabel Oliveira Martins, professora de literatura americana da FCSH/UNL e Dr.ª Anabela Marques, especialista em Paul Bowles. Fnac do Chiado, Lisboa (Novembro 2009).

Com as Cidades nos Olhos, ciclo de palestras e leituras referente ao projecto de intervenção e colaboração Esta é a minha cidade e eu quero viver nela #2. Com Tânia Guerreiro, Catarina Vasconcelos e os convidados Dr.ª Helena Roseta, Vereadora da Habitação e Reabilitação Urbana e Dr. Fernando Nunes da Silva, Vereador dos Transportes e Mobilidade da CML. Galeria Zé dos Bois, Lisboa (Dezembro 2009).

2008

Exilados, ciclo de Leituras Arquipélago – leituras encenadas integradas no Projecto Ilhas. Textos de Henri Charrière, Daniel Defoe, Jean Genet (Direcção de Rosinda Costa)- Estabelecimento Prisional de Lisboa/ Parque Eduardo VII.

Zona Autónoma Temporária, ciclo de Leituras Arquipélago – leituras encenadas integradas no Projecto Ilhas. Textos de Hakim Bey, Henry Miller, John Donne; (direcção de Simon Frankel) – Espaço Ginjal

2006

Ciclo de Leituras Encarcerados - Danniil Harms (Direcção de Inês Rosado); Walden, de Henry David Thoreau (Direcção de Joana Craveiro); Cartas de Prisão de George Jackson e A Desobediência Civil, de Henry David Thoreau (Direcção de Joana Craveiro).

2005

Nós, Aqui, Agora, de Joana Craveiro – Leitura Encenada – Livraria Eterno Retorno.

 

Apresentações Informais e em Progresso:

2010

Chegadas, residência e apresentação da 14ª criação do Teatro do Vestido, com Inês Rosado, Rosinda Costa, Joana Craveiro. Encenação de Joana Craveiro. Apresentação na Estação Ferroviária de Évora no âmbito do Festival Escrita na Paisagem (Agosto 2010).

2009

Os Fragmentos Delas, residência de criação e apresentação informal de materiais referentes à criação do espectáculo Porque na Noite Terrena Sou Mais Fiel que um Cão. Nas Oficinas do Convento, em Montemor-o-Novo (Abril 2009)

Eles não Têm Casa, residência de criação e apresentação informal de materiais referentes à criação do espectáculo Nómadas. Nas Oficinas do Convento, em Montemor-o-Novo (Outubro 2009)

O Corpo Quando Chega, projecto de residência e apresentação, com Joana Craveiro, Tânia Guerreiro, Pedro Caeiro, Rosinda Costa, Simon Frankel, Inês Rosado, Gonçalo Alegria. Apresentação no âmbito do Festival Escrita na Paisagem, ex-celeiros da EPAC, Évora (Agosto 2009).

Comments are closed.