Dia #2

Por Joana Craveiro

Ainda Atwood, hoje com ela

“és tão inocente quanto uma banheira
cheia de balas.
(…)

Então e eu
então e eu
confortando-te nessa fronteira
que estás sempre a tentar atravessar?

Sou o horizonte
em direcção ao qual avanças, a coisa que nunca consegues deixar

Sou também o que te rodeia:
o meu cérebro
espalhado com as tuas
latas, ossos, conchas vazias,
o lixo das tuas invasões.” (1968)

——————————————————————————————————————————

Por Gonçalo Alegria

Pequenas acções



Comments are closed.