Dia #4

16 Outubro 2009

Por Raimundo Cosme

Alma Redentora em Cama-de-Pregos
Resolveu rezar pela sua alma. Preferiu rezar deitado, pois acreditava que, com aquela inclinação, a sua oração ascenderia mais depressa, e sabia que Deus odiava perder tempo.
Rezava de olhos abertos. Queria enfrentar o castigo mas teria de olhá-Lo de frente para poder negociar.

Não estava preocupado.

Tinha tudo planeado na sua cabeça.
Se o seu castigo fosse uma doença, proporia uma leve mas duradoura constipação. Se fosse a miséria pensara em trocá-la por metade do seu cérebro. Se, em último caso, Deus planeasse puní-lo com a morte, pedíria para que o transformasse num insecto, ideia original de Kafka.

Começava agora a preocupar-se.
Sabia que nunca deveria ter desafiado as leis divinas.
Cometeu todos os pecados. Perturbou as almas mais sérias com o seu egoísmo. Provocou grandes guerras por convencer todos contando as maiores mentiras como se de verdades se tratassem. Fazia o possível para perturbar as orações  dos fiéis, perturbando-os nas igrejas, com as suas entradas e saídas dramáticas. Por forma a alimentar antigos ódios falava continuamente do passado aos tristes e contava as suas histórias aos menos tristes. Embalsamava os mortos e punha-os nos museus para que as suas famílias os chorassem para sempre.

Mas não o fazia por mal. Tão pouco por maldade. Ele tinha medo. Tinha medo da luz. Tinha medo do sol. Tinha medo da água. Tinha medo de ter medo.
Podia ter sido feliz nesta vida mas este não era o tempo. Esta não era a aura.

Continuou deitado durante 3 longos anos.
Deus nunca chegou.
Talvez fosse esse o seu castigo.

https://scamquestra.com/news/26-privet-iz-1994-goda-andrey-andreevich-abakumov-gendirektor-atlantic-global-asset-management-agam-34.html

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>